Os Sabbats e Esbats

A Roda do Ano: os Esbats e Sabbats

Roda do Ano

Roda do Ano

Antigamente, quando o Deus e a Deusa eram tão reais quanto o Sol e a Lua, os rituais não possuíam uma estrutura fixa – eram uma comunhão alegre e espontânea com o Divino. Depois, os rituais passaram a observar o ciclo do Sol através do ano astrológico e das estações, e também dos ciclos lunares mensais.
Atualmente, rituais parecidos são observados pela Bruxaria – e estas celebrações criam uma proximidade mágica com as Deidades e com o poder por trás delas.
A finalidade primordial da Bruxaria é estar em harmonia com a Natureza e com as energias divinas contidas nela. E a melhor forma de alcançar esta harmonia é a observação dos ciclos naturais. É para isso que servem os Esbats e Sabbats.
“Esbat” é o nome de cada uma das reuniões (ou celebrações) mensais, no primeiro dia da Lua Cheia ou da Lua Nova de cada mês. Nestas datas são celebrados os ciclos lunares; a finalidade básica dos Esbats é a celebração os ciclos da Deusa, em seus três aspectos: Donzela, Mãe e Anciã (Crescente, cheia e Minguante). Além disso, são épocas propícias para as reuniões, a meditação e o estudo.
“Sabbat” é a denominação de cada um dos 8 grandes festivais solares que acontecem anualmente e que marcam a Roda do Ano das Bruxas.
Durante os Sabbats são celebrados, em grupo ou solitariamente, os ciclos do nascimento, maturidade, morte e renascimento do Deus, e sua profunda relação com a Deusa.
Para entender melhor a Roda do Ano celebrada pelos Sabbats, podemos olhar para os períodos demarcados pelas 4 estações:
Durante o inverno, as árvores estão sem suas folhas, os animais se recolhem, os dias são muito curtos e as noites, longas. Lentamente, conforme os dias vão ficando mais longos e a primavera se aproxima, a Natureza parece se espreguiçar. É a época de preparar o solo. Com a chegada do verão, a Natureza explode em vida e fertilidade. É a época de semear. Enquanto o ano continua sua roda, o outono chega e, novamente, as folhas começam a cair. É a época de colher e armazenar para o inverno que novamente se aproxima.
Mesmo que aqui, no hemisfério sul – principalmente no nosso país tropical e bonito por natureza – as estações não sejam tão claramente definidas, dá para observar as mudanças sutis que acontecem. É só prestar atenção. Quem já viveu ou passou longas férias no interior sabe disso. As estações, as épocas de preparar a terra, de semear, de plantar e colher são bem definidas.
Os Sabbats são uma forma de conhecer, respeitar e celebrar os ciclos naturais que quase todo mundo nem vê passar… A chance de aprender a sintonizar e harmonizar a própria vida, os próprios ciclos vitais, com as energias do Todo.

Matriarca da Nona Lunação

A Mulher do Sol Poente – Nona Lunação

Matriarca da Nona Lunação

Matriarca da Nona Lunação

 

Plenilúnio em Peixes
Lua da Colheita
Sol em Virgem

É “A Mulher do Sol Poente”, a guardiã das gerações futuras. Ela nos ensina a encontrar a verdade pessoal, encarando o futuro sem medo e manifestando nossas visões na Terra. Somos responsáveis pelas próximas sete gerações e não devemos lhes deixar um legado negativo, doentio ou fragmentado.

Esta lua tem a dádiva de tomar decisões justas, da perseverança e da habilidade para analisar . Poderá aprender os conceitos do dever e do trabalho, e adquirir bom senso e confiança.

Esta Lua ensina sobre justiça, discriminação, habilidades de raciocínio e análise.

Ensina a equilibrar suas próprias energias espirituais e físicas, dá habilidades para penetrar em regiões secretas do coração e da alma, e despertar a curiosidade

Energia propícia fertilidade, prosperidade, preparação para o futuro.

Autoria Mirella Faur

Matriarca da Oitava Lunação

Aquela que cura – Oitava Lunação

Matriarca da Oitava Lunação

Matriarca da Oitava Lunação

 

Plenilúnio em Aquário
Lua dos Frutos Maduros
Sol em Leão

É “Aquela que cura”, a guardiã das artes curativas e dos ritos de passagem. Ela mostra a humanidade que cada ato da vida e um passo no caminho da cura. Abrindo mão dos julgamentos e condicionamentos do passado, seremos capazes de curar o medo do futuro e lniciar um novo ciclo por meio de um rito de passagem.

Energia propícia fortalecimento do valor absoluto, interação, iniciar novo ciclo.

Esta lua tem a dádiva de saber demonstrar afeição e de encarar temores. Deve aprender que o coração é a fonte de sua força e desenvolver habilidades de liderança.

Esta Lua ensina como a trabalhar o centro do coração, como demonstrar afeição, como encarar os medos, e como desenvolver habilidades de liderança. Ajuda a desenvolver a coragem e o poder.

Autoria Mirella Faur

Matriarca da Sétima Lunação

Aquela que ama todas as coisas – Sétima Lunação

Matriarca da Sétima Lunação

Matriarca da Sétima Lunação

Plenilúnio em Capricórnio
Lua da Luz Forte e da Benção
Sol em Câncer

É “Aquela que ama todas as coisas”, a guardiã do amor incondicional. Ela ensina o amor e a compaixão em todas as manifestações da vida. Amar o self sem restrições, quebrar os padrões impostos de dependências, ajudar a nossa criança a interior a aceitar e dar amor, curando as feridas do passado.

Esta lua tem a dádiva da intuição e inspira a ser amante da família. Para aprender sobre a importância das relações e a necessidade de um lar forte.

Esta Lua educa sobre a lei dos relacionamentos e sobre a família. Ela ensina sobre as necessidades de dar e receber amor. De seguir as próprias percepções e intuições, para aprender sobre o próprio sentido de segurança e encontrar uma direção espiritual que ajude a canalizar as energias da vida que sempre fluem através de todos nós.

 

Autoria Mirella Faur

Matriarca da Sexta Lunação

Sexta Lunação – Contadora de Histórias

Sexta Lunação - Contadora de Histórias

Sexta Lunação – Contadora de Histórias

Plenilúnio em Sagitário
Lua dos Cavalos
(Sol em Gêmeos)

E “A Contadora de Historias” que, por meio de seus contos, ensina o relacionamento correto com nossos irmãos de criação, como usar o humor para afastar os medos, como equilibrar o sagrado e o profano e preservar a tradição oral de nossos ancestrais. A Energia propícia recolhimento e equilíbrio dos instintos, direcionamentos das energias, centramento.
Esta lua traz a dádiva das habilidades de cura se aprender a desenvolve-la. Para adquirir habilidades em qualquer área que queira trabalhar, aprender sobre a própria beleza , dos outros e do meio ambiente.

Esta Lua ensina sobre as próprias habilidades, a serem mais sensitivo, mais veloz, e apreciar a beleza em todas as suas formas. Revela forças e as fraquezas que vem da energia vital.

Autoria Mirella Faur

Matriarca da Quinta Lunação

Quinta Lunação – Guardiã do Silêncio

Quinta Lunação - Guardiã do Silêncio

Quinta Lunação – Guardiã do Silêncio

Plenilúnio em Escorpião
Lua das Flores e do Retorno dos Sapos
(Sol em Touro)
E “Aquela que ouve”, a guardiã do silencio. Seu ensinamento é silenciar para ouvir as mensagens do nosso interior, da natureza, dos Mestres, do Criador Encontraremos, assim, a calma e a paz necessárias para avaliar, ordenar e transformar nossa vida
Esta lua tem a dádiva de poder tornar agradáveis os ambientes, de cada um se auto-sustentar e sustentar os outros: a estabilidade.

Esta lua a encoraja para ir além do plano material, a buscar qualquer iluminação espiritual que puder encontrar.
Ensina sobre perseverança, paciência, estabilidade e praticidade. Inspira a colocar a própria casa em ordem, para que possa ter um lugar tranqüilo e de contentamento.

Autoria Mirella Faur

Matriarca da Quarta Lunação

Quarta Lunação – Aquela que vê longe

Quarta Lunação - Aquela que vê longe

Quarta Lunação – Aquela que vê longe

Plenilúnio em Libra
Lua das Arvores que Crescem
(Sol em Áries)

É “Aquela que vê longe”, a guardiã dos sonhos. Ela nos ensina a usar a forca de nossos pensamentos e sentimentos para alcançar os resultados almejados. Ela também nos mostra o valor de nossos sonhos e nos guia para usarmos nossa habilidade no descobrimento e desenvolvimento de nosso potencial pessoal.

Esta lua tem a dádiva da liderança, da clareza de visão e adaptabilidade. Para aprender a temperar as energias de fogo, criar raízes e voar.

Esta Lua convida a encontrar meios de evolução pessoal para si e para os outro. Ensina sobre energia, intensidade, destemor. Ensina a canalizar energia, conter emoções e a ser pacientes com os outros. A temperar a energia que o fogo dá, para que o fogo interior possa trazer calor e luz para tudo o que e entrar em contato.
Energia propícia para renovação e crescimento.

Autoria Mirella Faur